Ligue Agora! (11) 4902-9052

Ter um cãozinho em casa é uma grande alegria. Para muitos, ter um cachorro se assemelha a ter um filho: cuidados com o dia a dia, alimentação, doenças e conforto dos pets são fundamentais para garantir que ele esteja sempre feliz e saudável.

Para garantir o bem estar do seu bichinho é preciso conhecer as doenças de cachorros mais comuns, seus sintomas e como evitar que elas aconteçam. Vamos lá?

1. Otite

A otite é uma das doenças mais comuns em pets. Trata-se de uma inflamação no ouvido, normalmente resultado de uma infecção fúngica, seborreica ou parasitária. Precisa ser tratada com urgência e com eficácia, pois caso permaneça, pode agravar e se tornar uma infecção generalizada ou meningite, podendo levar o cão a óbito.

Para evitar que o seu cachorro tenha otite, proteja suas orelhas durante o banho e tome muito cuidado ao limpar o canal auditivo externo. Se o seu cão gosta de colocar a cabeça para fora da janela ao passear de carro, tente diminuir essa atividade — o vento pode prejudicar a audição do cão e levar à infecção.

Caso observe o cão coçando muito as orelhas e balançando a cabeça mais que o normal, é hora de analisar. Veja se existe uma secreção amarelada e mal cheirosa nos ouvidos dele e busque um veterinário o mais rápido possível.

2. Erlichiose

A Erlichiose, famosa doença do carrapato, é uma infecção grave transmitida através de carrapatos portadores da bactéria do gênero erlichia. O contágio dessa doença acontece quando carrapatos ingerem sangue de animais doentes e se instalam, posteriormente, em cães saudáveis.

Contaminado, o cão pode apresentar hemorragia, insuficiência renal, inflamações oculares, anemia e alterações neurológicas, por exemplo. Caso note muita febre, tosse, vômito, depressão, perda de apetite e diarreia, é hora de correr para o veterinário!

A prevenção acontece por meio da aplicação mensal de remédios que evitam a infestação dos carrapatos.

3. Alergia alimentar

Quem nunca deu comida para o cachorro no lugar da ração? Ou quantas vezes você notou o seu cão tendo reações estranhas a rações industrializadas? Esse hábito ingênuo pode resultar em crises de alergia alimentar. Essas manifestações são uma resposta imunológica do organismo para substâncias presentes na comida humana, por exemplo. Pode ser causada também por aditivos, conservantes e algumas substâncias químicas encontradas em rações industrializadas e na carne bovina.

Como sintomas da alergia alimentar podemos notar coceira, vermelhidão, vômito, diarreia e lesões provocadas pelas unhas do animal. Nesse caso, é preciso ir correndo para o veterinário, pois se não for tratada, pode levar a óbito.

Para evitar a alergia, evite comprar rações de marcas desconhecidas ou de qualidade duvidosa. Não dê banhos em excesso, para não tirar a oleosidade natural da pele do cão, e evite dar carne bovina.

Para que essas doenças não acometam o seu bichinho é preciso manter o cartão de vacinas em dia e desenvolver o hábito de observar o dia a dia do seu animal.

Que tal fazer um plano de saúde canino? Essa opção já é encontrada no mercado e ajuda a tratar e prevenir o seu cachorro das mais diversas doenças. Você tem alguma dúvida quanto ao assunto? Deixe um comentário!

Clique aqui e solicite orçamento expresso. Entraremos em contato em 10 minutos.