Ligue Agora! (11) 4902-9052

Outubro Rosa: quais são os exames para prevenção do câncer de mama?

O mês de Outubro marca o início de uma das campanhas de prevenção mais importantes e difundidas mundo afora: o Outubro Rosa, que visa estimular a participação de toda sociedade no controle do câncer de mama.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o segundo mais comum entre as mulheres no mundo inteiro, atrás somente do câncer de pele não-melanoma. De acordo com o INCA, a estimativa é do surgimento de cerca de 58 mil novos casos de câncer por ano no Brasil — o que representa 25% dos novos registros.

Por conta da grande incidência desse mal, explicaremos hoje sobre os exames preventivos de câncer de mama e o que fazer para detectá-lo de maneira precoce. Confira!

Fique alerta!

Raro antes dos 35 anos, as chances de desenvolvimento de câncer de mama aumentam consideravelmente com a idade, principalmente a partir dos 50 anos. A grande diferença está no tipo da moléstia apresentada.

O câncer de mama não é caracterizado por uma doença única, mas, sim, por um grupo de tumores com características distintas, como tipo, subtipo, tamanho, formato das células e localização, que podem evoluir de maneiras e velocidades bem diferentes. Contudo, a maioria dos casos são de tumores benignos e de bom prognóstico.

Autoexame das mamas

Para aumentar consideravelmente as chances de cura, o câncer de mama deve ser detectado em seus estágios iniciais. Por isso, fique alerta! Observe sempre suas mamas, seja durante o banho ou na troca de roupa, para notar qualquer possível alteração ou o famigerado “carocinho”.

Fazer o autoexame das mamas é o primeiro passo para identificar o problema. No chuveiro ou deitada, coloque uma das mãos atrás da cabeça e, com a outra, faça movimentos circulares no entorno da mama com os dedos indicador, médio e anelar. Sempre utilize a mão esquerda para examinar a mama direita e o inverso para a outra mama.

Diante do espelho, com os braços esticados para baixo, estendidos para cima e com as mãos na cintura, observe se há alguma mudança no contorno dos seios ou do bico. Por fim, apalpe e pressione o bico do seio para verificar se sai qualquer secreção.

Mamografia de rastreamento

Após os 50 anos, mesmo que nenhuma alteração seja notada, é recomendado que se faça, a cada dois anos, a mamografia de rastreamento para ajudar a prevenir o desenvolvimento da doença ou detectá-la ainda no início.

Entretanto, para confirmar o diagnóstico de câncer de mama, somente esse exame não basta. Outros procedimentos complementares também devem ser realizados.

Mamografia diagnóstica

A mamografia diagnóstica pode ser feita em qualquer idade, sempre a critério do seu médico, mas, geralmente, é realizada periodicamente para fins de acompanhamento preventivo. Esse exame faz um raio-x completo das mamas para verificar a existência de alguma lesão, nódulos ou desconformidade nos seios.

Mamografia com contraste

Mulheres com mamas mais densas, com maior presença de tecido epitelial ou mamário, onde se produz o leite e também surge o câncer, têm maiores chances de desenvolver câncer de mama. Além disso, quanto menos gordura nos seios e maior a densidade do tecido, mais difícil de detectar tumores por meio da mamografia convencional.

Nesses casos, pode ser mais recomendado a realização de uma mamografia com contraste, quando se injeta a substância iodada na paciente, para destacar a área afetada, caso ela exista. Exames de ressonância magnética e de ultrassom também podem identificar o problema.

A maioria dos diagnósticos de câncer de mama é feita, em casa, pelas próprias mulheres. Mas fique tranquila, pois 80% dos casos de nódulos mamários são tumores benignos e apenas uma pequena parte das secreções estão relacionadas ao câncer.

Realizar acompanhamento médico periódico e ficar alerta nunca é demais para prevenir essa terrível doença que atinge milhares de mulheres todos os anos.

E você, o que faz para se prevenir contra o câncer de mama? Restou alguma dúvida sobre esse tema ou sobre a campanha do Outubro Rosa? Deixe seu comentário abaixo e participe!