Ligue Agora! (11) 4902-9052

Planilha de despesas: passo a passo para diminuir gastos em casa

planilha-de-despesas-passo-a-passo-para-diminuir-gastos-em-casa

Em momentos de crise, uma das melhores saídas é o planejamento financeiro, além da diminuição, ainda que sutil, dos gastos com despesas diversas. Por falta de hábito, deixamos esse planejamento de lado, sem considerar o quanto ele pode nos ajudar a prevenir dificuldades futuras. Também nos ajuda a concretizar objetivos e, por isso, deve ser encarado como um fator importante no nosso cotidiano.

É essencial, para botarmos esse planejamento em prática, a elaboração de uma planilha de despesas. Por isso, ensinamos aqui os passos básicos de como elaborar e utilizar sua própria planilha de maneira fácil e rápida. Siga nossas dicas!

Escolha da ferramenta

Geralmente, a forma mais comum de elaborar uma planilha de despesas é com a utilização do Excel. Sendo basicamente um editor de planilhas, ele nos oferece os recursos necessários para criar, editar, modificar e, assim, fazer o controle de nossas finanças.

Inserção dos períodos

Com exceção da primeira coluna, que será utilizada para outra finalidade, escreva os meses do ano de coluna a coluna, já que as finanças serão controladas dessa forma, mês a mês. Para o preenchimento dos dados referentes aos meses anteriores, serão necessárias consultas a documentos como extratos bancários e comprovantes de pagamentos, como o do cartão de crédito e outros.

Organização das receitas…

O passo posterior, após a inserção dos meses na planilha, é o preenchimento do campo das receitas, na primeira coluna (que não foi utilizada na inserção dos meses, como indicado anteriormente). Após inserir o título “Receitas” e, ao lado dele, nas colunas de todos os meses, a especificação da moeda (R$), liste abaixo dele a procedência do dinheiro que entra e os valores, a cada mês. Exemplo:

  • Janeiro: Salário — R$ 2.000;
  • Horas extras — R$ 1.000;
  • Rendimentos poupança — R$ 40.

Ao final, insira “Total das Receitas”, campo que constará a somatória dos valores de cada receita. Esse é o valor que dispomos, mensalmente, para as nossas despesas.

… e das despesas

Abaixo do total das receitas, insira o título “Despesas” e, a partir dele, ordene todas as despesas do mês. A ordem fica a critério de cada pessoa, mas é interessante que gastos de uma mesma categoria fiquem próximos, como aluguel, luz, água, etc.

Outra alternativa para organizar os gastos é separá-los em categorias maiores, especificando cada fatia delas: casa – aluguel; água; luz; alimentação; saúde e beleza – plano de saúde; academia; remédios, etc. Após inserir os tipos de gastos da maneira escolhida, os valores correspondentes a cada um deles devem ser incluídos na planilha.

Verificação das somas

As últimas linhas dos campos de receitas e despesas serão destinadas à soma de cada um deles. No próprio Excel é possível somar os valores que entram e saem mensalmente, o programa tem atalhos para isso. Assim, sabemos exatamente o quanto do que ganhamos está sendo gasto e em qual área, ou se em algum segmento estamos gastando mais do que deveríamos e prejudicando categorias mais importantes. Com as somas feitas, temos uma visão geral e ampla de como está o nosso equilíbrio financeiro.

Busca por soluções

Com o quadro da situação financeira posto de forma clara na planilha de despesas, fica muito mais fácil procurarmos soluções para diminuirmos alguns gastos e nos reequilibramos financeiramente. Eventualmente temos que cortar gastos com lazer, por exemplo, para pouparmos alguma quantia mensalmente, ou mesmo quitarmos dívidas. Podemos também fazer substituições por opções mais baratas e buscar valores menores em serviços variados (como no pacote de internet e telefone). Mas o primeiro passo para que façamos as mudanças necessárias é, justamente elaborar, a planilha sugerida.

Sem dúvidas, elaborar uma planilha de despesas — que pode ser feita no Excel, como indicamos, ou nas opções online disponíveis para isso — e utilizá-la corretamente e com a devida constância é a base de qualquer planejamento. Assim, com esse recurso será possível diminuir os gastos efetivamente e manter-se tranquilo mesmo em tempos de recessão econômica. Há muitos exemplos, hoje, de histórias de quem conseguiu se organizar financeiramente e até passar a poupar boa parte do salário todos os meses.

E você, possui o costume de utilizar planilhas de despesas? Se ainda não, pretende elaborar a sua? Comente!