Ligue Agora! (11) 4902-9052

A saúde do idoso deve ser levada muito a sério para que ele possa aproveitar essa fase da vida com muita saúde e bem-estar. Manter uma alimentação balanceada, cultivar a vida social, aproveitar a companhia dos familiares e praticar atividade física são pontos fundamentais para a qualidade de vida na terceira idade.

E para que o idoso e sua família tenham mais tranquilidade no dia a dia, escolher o plano de saúde ideal é muito importante. Afinal, nada melhor do que viver sem preocupações, com a garantia de assistência médica em caso de um problema de saúde. Assim, você evita aborrecimentos desnecessários e pode ficar tranquilo em relação aos tratamentos, consultas e emergências médicas.

Conheça agora 8 cuidados na hora de escolher um plano de saúde e garanta que os direitos do idoso sejam respeitados.

Observe a carência

A carência para novos adeptos ao plano de saúde é regulada por lei e não deve ultrapassar os períodos determinados para cada tipo de tratamento. Conheça quais são esses períodos de carência:

  • 24 horas para tratamentos e atendimentos de urgência e emergência;
  • 180 dias para realização de cirurgias, internações, consultas e exames;
  • 2 anos para doenças pré-existentes.

Avalie o reajuste de tarifas

O reajuste de tarifas dos planos de saúde não deve ultrapassar a idade máxima de 60 anos para os planos de saúde adquiridos a partir de 2005. Já os planos mais antigos não possuem essa cobertura pela lei.

Considere os problemas de saúde pré-existentes

A saúde do idoso é mais frágil e doenças provenientes da idade são comuns. Se o idoso tiver alguma enfermidade pré-existente, o plano de saúde não pode negar a afiliação. Porém, lembre-se de que o período de carência nesse caso pode ser de até dois anos.

Garanta seu direito em caso de transplantes

Os transplantes são cobertos pelos planos de saúde. Apesar de serem raros em idades mais avançadas (a partir de 80 anos), os transplantes são um direito protegido por lei.

Informe-se sobre as coberturas

As coberturas dos planos de saúde são extensas e devem ser seguidas à risca. Em caso de alguma negativa do plano de saúde, o consumidor pode procurar o Procon ou a Justiça para resolver os casos. A lista de coberturas pode ser encontrada no site oficial da ANVISA.

Saiba como cancelar o plano de saúde

O cancelamento do plano de saúde pode ser feito por meio de comunicação por escrito. Se for ao contrário e o plano de saúde cancelar a afiliação, o único motivo é por falta de pagamento por um período maior que 60 dias. Se não for o caso de falta de pagamento, o beneficiário deve recorrer à Justiça.

Conheça as diferenças em caso de internação

A internação para a manuntenção da saúde do idoso é diferenciada em relação aos demais usuários. O idoso tem direito, protegido por lei, de ter um acompanhante durante sua internação. Outro ponto importante é que o plano de saúde é obrigado a pagar qualquer tipo de medicamento ministrado aos pacientes durante seu período de internação.

Tenha cuidado com os planos coletivos

Tenha cuidado ao escolher planos coletivos, aqueles adquiridos por meio de associações, sindicatos ou outras instituições que possuem CNPJ. Além dos reajustes serem bem maiores que a taxa de juros vigente, eles podem manipular a escolha fazendo falsas promessas.

A terceira idade pode ser uma época maravilhosa quando se tem boas companhias e qualidade de vida. Por isso, garantir a escolha de um bom plano de saúde é fundamental.

E você, gostou do post? Já conseguiu escolher o plano de saúde ideal? Deixe seu comentário para esclarecer suas dúvidas ou contar sua experiência!

Clique aqui e solicite orçamento expresso. Entraremos em contato em 10 minutos.