Ligue Agora! (11) 3995-3736

5 dicas para quem quer se livrar da sinusite

Quando há mudanças bruscas de temperatura ou quando o tempo está muito seco, os alérgicos já sabem: pode vir uma sinusite por aí! A doença acontece quando há uma inflamação da mucosa dos seios da face, que são cavidades que ficam em volta dos globos oculares.

Se você costuma sofrer com a sinusite, entenda agora como se livrar do incômodo dessa doença respiratória:

 

Sintomas da sinusite

Os indícios se parecem com os de um resfriado comum, mas requerem tratamentos específicos, como vamos ver mais adiante. De uma forma geral, a suspeita de sinusite vem quando a pessoa está sentindo dois ou mais destes sintomas:

  • dor na região interna da face, principalmente por baixo das maçãs do rosto, ao redor do nariz e dos olhos;
  • dor de cabeça na região de toda a fronte, que piora ao abaixar a cabeça ou deitar-se;
  • corrimento nasal ou congestão;
  • tosse, principalmente à noite e ao se deitar;
  • febre de mais de 38°C;
  • mau hálito, que piora junto com os demais sintomas.

Em bebês e crianças pequenas, pais e cuidadores devem ficar atentos à presença de secreção nasal e sinais como irritabilidade, sonolência, dificuldade para mamar e para comer até os alimentos de que a criança mais gosta.

 

Principais causas da doença

A causa mais comum está ligada à rinite alérgica. Inclusive, nas últimas décadas, os médicos têm preferido o termo “rinossinusite”, pois muito dificilmente a sinusite acontece sem estar acompanhada da rinite.

Mas também há outras causas para a inflamação da mucosa dos sinos. Veja:

  • sinusite viral: em 80% dos casos, acontece por causa de um resfriado comum;
  • sinusite bacteriana: é muito rara, acontecendo em somente 2% dos casos;
  • sinusite fúngica: causada por fungos, costuma estar presente em pacientes que têm uma sinusite persistente e resistente aos tratamentos;
  • sinusite alérgica: a mais comum de todas as sinusites, é uma consequência de um episódio alérgico.

 

Dicas para se livrar do problema

Existem algumas formas de tratar ou evitar um episódio de sinusite. Confira:

Cuide da hidratação

O consumo de água, chás e caldos vai ajudar a dissolver o muco que fica acumulado nos sinos faciais. Lembre-se sempre de manter o corpo hidratado. Evite ingerir cafeína, bebidas alcoólicas e bebidas artificialmente doces, pois elas aumentam a produção de muco pelo organismo.
 

Alimente-se bem

Atenção: quando falamos em “bem”, não queremos dizer “muito”! O ideal é manter uma dieta equilibrada e balanceada, dando preferência a alimentos como grãos integrais, leguminosas, sopas e vegetais cozidos.

Reduza o consumo de insumos que aumentam a produção de muco no organismo. Alguns exemplos são os derivados de leite, chocolates, ovos, açúcar e alimentos processados.
 

Faça inalações de vapor

Um dos maiores incômodos da rinossinusite é o muco que escorre pelo nariz e se acumula nas cavidades cranianas. As inalações de vapor são uma ótima forma de ajudar a dissolvê-lo.

Pingue algumas gotas de óleo essencial de hortelã ou eucalipto em uma panela com água quente. Aproxime o rosto da água, cubra a cabeça com um pano e respire o vapor. Você também pode usar os óleos em um umidificador de ar e fazer o mesmo processo.
 

Cuide de seu ambiente

Boa parte das crises de rinossinusite está ligada a episódios alérgicos. Portanto, cuide dos níveis de poeira, ácaros e mofo em seus ambientes. Faça limpezas regulares com panos úmidos, deixe janelas e cortinas abertas para melhorar a ventilação e coloque almofadas e travesseiros para tomar alguns minutos de sol regularmente.
 

Amenize os sintomas

Quem tem sintomas leves de sinusite, que melhoram em um intervalo de sete a dez dias, pode tomar medicamentos para aliviar esses sintomas. Antitérmicos, analgésicos e anti-inflamatórios podem ser utilizados, de preferência, sob orientação médica.

Para os pacientes que têm a sinusite crônica resistente a outras formas de tratamento, há a possibilidade de cirurgia. A operação remove os tecidos que estão bloqueando as cavidades do rosto.

Gostou deste post sobre a sinusite e quer saber mais sobre outras doenças respiratórias? Veja 7 mitos e verdades sobre a tuberculose e saiba como evitá-la!