Ligue Agora! (11) 4902-9052

Aprenda agora mesmo a fazer seu autoexame de mama

câncer de mama é uma realidade entre as mulheres. Cada vez mais comum, a doença criou um cenário alarmante e fez com que a parcela feminina da população viva sempre em alerta.

A boa notícia é que esse quadro pode ser prevenido de forma simples. É isso mesmo: quando a mulher se envolve com as medidas preventivas e o autoexame de mama, a tarefa fica bem mais fácil.

Se você quer se mobilizar nesse sentido, esse post foi feito para você! Continue a leitura para entender um pouco mais sobre a importância do exame e saiba como fazê-lo.

 

Qual é a frequência ideal para fazer o autoexame de mama?

O ideal é o que o autoexame seja feito uma vez por mês e de 3 a 5 dias depois do aparecimento da menstruação. Sua realização deve virar hábito depois que a mulher completa 20 anos, quando existem outros casos na família ou, ainda, depois dos 40 anos, quando não existem casos na família.

O objetivo do autoexame é prevenir e diagnosticar de maneira precoce o câncer de mama, uma medida que ajuda o tratamento e aumenta consideravelmente as chances de cura.

 

Como fazer?

exame completo envolve uma avaliação em frente ao espelho, em pé e deitada. Veja o que fazer em cada uma dessas situações:

 

Em frente ao espelho

Para começar a observação, é importante tirar toda a roupa e analisar as mamas em três situações: com os braços abaixados, com os braços levantados e com as mãos apoiadas na bacia. Em todas as situações, exerça uma pressão e procure perceber qualquer alteração na superfície das mamas.

Fique de olho no tamanho, forma e cor das mamas. Aproveite para observar também possíveis inchaços, saliências, rugosidades ou qualquer outra alteração que você não tinha percebido antes.

 

Palpação em pé

O ideal é fazer a palpação em pé durante o banho. Como o corpo está molhado e as mãos ensaboadas, fica mais fácil tocar o próprio corpo.

Nesse momento, erga o braço esquerdo e coloque a mão atrás da cabeça. Use a mão direita para palpar a mama esquerda e vice-versa. Faça movimentos circulares e utilize os dedos juntos e esticados, indo da parte de cima para a de baixo da mama.

 

Deitada

Para finalizar o autoexame de mama, é fundamental fazer a palpação enquanto está deitada. Na horizontal, coloque o braço esquerdo na nuca. Caso prefira, pode colocar uma almofada ou outra coisa debaixo do ombro esquerdo. Essa é uma forma de dar mais conforto.

Em seguida, comece a palpar a mama esquerda com a mão direta. Faça o mesmo procedimento com a mama direita e complete o autoexame. Para ter resultados ainda mais consistentes, não deixe de apalpar a axila também!

 

O que fazer em caso de alterações?

Caso perceba algum tipo de alteração, não deixe de procurar seu médico para um exame ainda mais completo. Essa é uma forma de garantir um diagnóstico mais detalhado e com o controle do problema.

Lembre-se que nem toda alteração sinaliza um câncer de mama! Se perceber alguns caroços (nódulos), retrações da pele ou do bico dos seios e/ou secreções mamilares, porém, não deixe de pontuar isso tudo na consulta.

Agora que você já sabe como fazer seu autoexame de mama, faça essa avaliação ao menos uma vez por mês. Essa é uma das formas mais eficientes de cuidar de você!

Lembrou de outras dicas importantes sobre o autoexame ou tem dúvidas sobre o assunto? Conte pra gente aqui nos comentários!