Ligue Agora! (11) 3995-3736

Como o avanço da medicina garante mais longevidade para sua família?

Uma das principais explicações para o aumento da longevidade da população brasileira é o avanço da medicina em novas descobertas científicas nos últimos anos. Se hoje as pessoas vivem mais, é porque houve pesquisas voltadas às descobertas que contribuíram para incentivar a constante busca pela qualidade de vida.

Dos primeiros antibióticos aos diagnósticos em 3D, a medicina trouxe contribuições em todos os aspectos de nossas vidas, principalmente no combate e prevenção das doenças crônicas — como diabetes e câncer.

E você, conhece as principais evoluções que estão nitidamente ligadas à maior expectativa de vida dos cidadãos? É o que mostraremos neste post!

 

Quais foram os principais avanços da medicina?

Comparando com o início do século XX, a longevidade do brasileiro saltou dos 35 anos para 70 anos, tudo isso graças ao avanço da medicina no desenvolvimento de vacinas e antibióticos no combate de várias doenças — como a tuberculose.

Depois de alguns anos, pesquisadores chegaram à cura para sífilis, paralisia infantil e lepra. Com a passagem das décadas e mais investimentos nos centros de estudo, foi possível encontrar os fatores causadores de vários tipos de cânceres — como aspectos genéticos, má alimentação, tabagismo, ingestão de álcool e sedentarismo.

Foi em 1929 que o médico e bacteriologista Alexander Fleming descobriu a fórmula da penicilina, o primeiro antibiótico do mundo. Após 12 anos, o medicamento começou a ser utilizado em seres humanos, revolucionando o combate a várias doenças causadas por bactérias, além de impulsionar a indústria farmacêutica.

Com a descoberta do DNA na década de 1950, considerado “a chave da vida”, muitas enfermidades começaram a ser compreendidas de uma maneira mais clara, principalmente aquelas causadas por heranças genéticas.

Dessa maneira, os estudos criaram fórmulas mais sofisticadas e mostraram novas formas de viver que trouxeram qualidade de vida à população — aumentando a longevidade, consequentemente.

Atualmente, os diagnósticos em 3D e utilização das novas tecnologias em equipamentos de tomografia computadorizada, além de cirurgias a laser ou com câmeras em alta resolução, auxiliam os médicos a curar diferentes tipos de doenças ou deformidades nos tecidos e ossos.

Hoje existem novos medicamentos que auxiliam no tratamento do diabetes, da depressão, pressão alta, HIV, entre outros males.  No entanto, essas quase inúmeras descobertas de nada valem se não houver a colaboração dos pacientes, que precisam mudar os hábitos de vida.

 

Como obter mais longevidade?

O avanço da medicina foi primordial na busca por mais qualidade de vida, mas a melhoria na condição de cada pessoa necessita de esforços que medicamento nenhum é capaz de realizar. Trata-se da boa vontade das pessoas de seguir o que é sugerido pelos especialistas.

Exemplos são constantemente divulgados pela mídia, como prática de atividade física, ingestão de alimentos saudáveis e com boa procedência, abandono do tabagismo e álcool em excesso, boa convivência, além de manter a harmonia no dia a dia.

Com isso, a qualidade de vida será uma aliada na longevidade. Afinal, quem vive de bem com a vida, respeitando os limites do corpo e da mente, consegue viver melhor e por mais tempo.

Atualmente, muita gente vive mais de 90 anos e, a cada ano, aumenta-se o número de pessoas na chamada terceira idade — hoje já são mais de 3 milhões de idosos com mais de 80 anos no Brasil .

Portanto, para você fazer parte deste seleto grupo, nada melhor do que seguir a cartilha do bem viver, indo com calma e sempre seguindo as orientações médicas.

E aí, gostou do nosso artigo? Então compartilhe agora mesmo em suas redes sociais e leve informação de qualidade aos seus familiares e amigos!