Ligue Agora! (11) 4902-9052

Entenda como a combinação entre diabetes e hipertensão pode ser fatal

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 49,2% dos brasileiros são considerados sedentários. O que a princípio pode ser apenas um dado ligado à estética e ao estilo de vida, esconde um terrível mal por trás: a predisposição no aparecimento de diabetes e hipertensão.

A combinação entre essas duas doenças além de perigosa, pode ser fatal. Esses dois tipos de doença são crônicas e muito comuns principalmente após os 60 anos. O Ministério da Saúde estima que pelo menos 30% das pessoas com essa idade são diagnosticadas com diabetes e hipertensão.

Tudo isso acende o sinal de alerta, sobretudo nos casos de diabetes tipo 2, ligada à obesidade e que pode contribuir para o aparecimento da hipertensão. Essa condição pode afetar pessoas de qualquer idade e por isso é importante se preocupar com a família toda.

Para saber mais sobre qual a relação entre diabetes e hipertensão e quais as consequências disso, continue lendo o texto abaixo.

 

O que são diabetes e hipertensão?

Existem vários tipos de diabetes, mas, de maneira geral, ela se caracteriza pela falta de insulina no sangue ou pela incapacidade de sua correta ação no organismo.

Produzida pelo pâncreas, a insulina é o hormônio responsável por facilitar a absorção da glicose pelas células do nosso corpo. É por meio desse processo que conseguimos nossa principal fonte de energia para fazer desde as funções mais simples, como respirar, até as mais complexas, como correr uma maratona.

diabete pode ser de vários tipos, sendo a mais comum as de tipo 1 – quando o pâncreas produz quantidades insuficientes de insulina, e as de tipo 2 – que é quando a ação da insulina é prejudicada por algum fator, principalmente pela obesidade.

A hipertensão

Já a hipertensão se caracteriza por uma alteração nos níveis de pressão sanguínea. Mais comuns em pessoas acima dos 60 anos, costuma aparecer nos homens já a partir dos 40 anos. Estima-se que 13 milhões de brasileiros sofram da doença, segundo dados do Ministério da Saúde.

Ela é uma das principais causas de graves doenças como infarto do miocárdio, insuficiência renal e AVC (Acidente Vascular Cerebral) e por isso deve ser levada a sério e tratada desde o início.

 

Qual a relação entre essas duas doenças?

A principal relação entre diabetes e hipertensão acontece, principalmente, na diabetes tipo 2. Isso porque, entre uma série de outros fatores, a obesidade está ligada a essas duas doenças.

O aumento da gordura corporal, principalmente no abdome, dificulta o bom funcionamento da insulina, o que faz com que ocorra um acúmulo desse hormônio no sangue.

O excesso de insulina na corrente sanguínea, também chamado de hiperinsulinemia, estimula o sistema nervoso simpático e tem como consequência o aumento da pressão arterial.

Mas isso não significa que necessariamente quem tem diabetes desenvolverá pressão arterial, mas as duas doenças estão intimamente ligadas. E quando o assunto é a combinação entre diabetes e hipertensão, todo cuidado é pouco.

 

Quais as consequências da combinação entre diabetes e hipertensão?

A combinação entre diabetes e hipertensão é bastante perigosa, aumentando o risco do aparecimento de diversas doenças e complicações, como:

  • problemas nos vasos sanguíneos;
  • doenças renais;
  • doenças nos olhos, como a retinopatia;
  • infarto e insuficiência cardíaca;
  • doenças coronariana e cerebrovascular.

 

Como cuidar e evitar o aparecimento dessas doenças?

Um dos tratamentos mais comuns para diabetes e hipertensão é o uso de medicamentos que controlem os sintomas e consequências dessas doenças, mas a mudança de estilo de vida pode representar um importante papel na recuperação.

Hábitos como diminuição no consumo de alimentos ricos em açúcar e sódio e de bebidas alcoólicas contribuem para um impacto bastante positivo no tratamento. Aliado a isso, parar de fumar e o aumento de atividades físicas também podem ser cruciais para o progresso e a melhora de saúde de hipertensos e diabéticos.

Essa mudança de comportamento é ainda mais importante com o passar dos anos, uma vez que o envelhecimento é um fator de risco para esses dois males.

Com o acompanhamento médico adequado e a adoção de um estilo de vida mais saudável, é possível deixar o perigo da diabetes e hipertensão para trás.