Ligue Agora! (11) 4902-9052

Inimigo silencioso: conheça quais são os sinais da pressão alta!

O sedentarismo, a má alimentação e o estresse, entre outros fatores, são os principais causadores de um problema que atinge 25% da população brasileira: a hipertensão arterial, também conhecida como pressão alta.

Como se trata de uma doença silenciosa, nada melhor do que realizar exames de rotina para prevenir o mal antes que ele chegue a um patamar crítico. Ainda assim, vale a pena se informar de alguns dos seus sinais.

Então, para você ficar por dentro do assunto, vamos mostrar aqui cinco sinais da pressão alta, além de medidas que podem prevenir esse mal. Venha conosco e viva bem!

 

Conheça os principais sinais da pressão alta
1. Tontura

Quem sofre com pressão alta geralmente sente tonturas repentinas, principalmente quando a doença já está em uma fase mais crítica.

2. Dor de cabeça

Sentir dores de cabeça é muito comum para quase todas as pessoas. No entanto, hipertensos sofrem rotineiramente com o problema, inclusive com uma intensidade maior das dores.

3. Dificuldades respiratórias

Em razão do aumento nos batimentos cardíacos, quem tem pressão alta acaba se sentindo ofegante com facilidade — uma simples caminhada já pode ser uma verdadeira tortura.

4. Visão dupla

Quando uma pessoa não se trata adequadamente, acaba vendo os quadros se intensificarem. Entre eles, podemos citar a visão dupla, que pode ser muito prejudicial, principalmente para quem dirige veículos automotores ou exerce funções laborais, que necessitam de concentração apurada.

5. Palpitações do coração

A partir do momento em que as medidas preventivas não acontecem, o paciente acaba sentindo palpitações no coração. Trata se, nesse caso, de um grande risco de infarto do miocárdio.

Bom, agora que você já conhece alguns sinais da pressão alta, vamos apresentar meios preventivos para manter a doença sempre afastada da sua vida.

 

Adote hábitos saudáveis

Não existe fórmula mágica para quem quer mudar de vida: tudo começa pelos hábitos saudáveis, constantemente divulgados pela mídia.

Faça, pelos menos, quatro dias de atividades físicas por semana, sempre com a orientação de um educador físico. Priorize os alimentos não industrializados, como verduras, legumes, frutas, carnes frescas (na medida certa), grãos e cereais.

Evite também comer de maneira inadequada, principalmente frituras, fast-foods, refrigerantes e bebidas alcoólicas em excesso.

Reserve um dia na semana para relaxar com a família, fazendo atividades prazerosas, como visitar um parque ou, simplesmente, assistir a um bom filme. A dica é não deixar o estresse mostrar às caras, tão quanto a preguiça convidativa ao sedentarismo.

 

Faça um plano de saúde

Sabendo-se que uma maneira de controlar a pressão alta é aferindo-a constantemente, nada melhor do que contar com um plano de saúde que cubra todas as suas necessidades clínicas, certo? Afinal, até para prevenir a doença é preciso sempre realizar um check-up.

Assim, com um plano você economizará consideravelmente, podendo ainda se consultar com endocrinologistas, nutricionistas, cardiologistas, entre muitos outros. Trata-se de uma maneira inteligente de manter os sinais da pressão alta bem distantes da sua vida.