Ligue Agora! (11) 4902-9052

Plano de saúde para gestantes: por que ele é importante na hora do parto?

Quando o assunto é gravidez, planejamento e preparação são palavras-chave. Passada a fase das tentativas, o momento será de questionamentos e preocupações, especialmente relacionadas à saúde.

O melhor caminho para evitar possíveis contratempos é contratar um plano de saúde para gestantes. Se você está grávida ou planeja engravidar, continue a leitura e veja os benefícios que um plano de saúde pode proporcionar à sua gestação!

Qual o melhor momento para contratar um plano de saúde para gestantes?

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou através da Lei de Plano de Saúde a carência de 300 dias para o parto. Isso quer dizer que se você engravidar hoje e contratar um plano de saúde amanhã, o mesmo não cobrirá o parto, apenas os procedimentos e exames no decorrer da gravidez.

Por essa razão, o ideal é contratar um plano de saúde com antecedência, ainda na fase das tentativas. Desse modo, o parto estará coberto pelo plano, o que irá lhe fazer economizar um bom dinheiro.

No entanto, vale ressaltar que em casos de emergência como parto prematuro, por exemplo, a Lei da Plano de Saúde exige a cobertura do procedimento, mesmo que o prazo seja inferior a 300 dias.

Cobertura dos planos de saúde para gestantes

Antes de mais nada, entenda que os planos de saúde para gestantes são divididos em:

  • cobertura ambulatorial;
  • cobertura hospitalar sem obstetrícia;
  • cobertura hospitalar com obstetrícia.

De maneira objetiva, opte sempre pelo plano de cobertura hospitalar com obstetrícia, já que esse envolve todos os procedimentos necessários para o bem-estar da sua gravidez, incluindo assistência ao parto e puerpério (período pós-parto em que os órgãos da mulher retornam ao seu estado normal).

Quais são as vantagens de um plano de saúde para gestantes?

Para compreender as vantagens, é preciso primeiramente conhecer as características do parto particular e do parto pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Parto particular

Aqui será necessário arcar com todas as despesas referentes não só ao parto, mas à gravidez como um todo.

A principal desvantagem dessa escolha é seu alto custo, por isso o recomendado é que você faça uma pesquisa de preços com os profissionais e maternidades de sua região.

Os valores podem variar consideravelmente, mas de acordo com a Associação Médica Brasileira (AMB), o custo para a família gira em torno de R$ 15.000,00.

Parto pelo SUS

Optar pelo serviço público tem uma vantagem clara, não tem custo algum. Porém, o não pagamento dos procedimentos não supera as desvantagens do SUS, infelizmente.

Os exames pré-natais nem sempre são realizados de forma adequada e o parto, na maior parte das vezes, é feito por um médico desconhecido pela gestante.

Sem contar que o tipo de parto nem sempre será o escolhido pela mãe.

Parto pelo plano de saúde

O parto pelo plano de saúde sem dúvidas é a melhor opção, pois a escolha une profissionais e procedimentos de qualidade por um custo acessível.

Mas, fique atenta se o plano que lhe foi oferecido cobre todas as despesas de sua gravidez. Assim, você tem a tranquilidade de estar amparada caso algum imprevisto ocorra, seja ele qual for.

E para concluir, lembre-se que o único plano de saúde para gestantes integral é o que possui a cobertura hospitalar com obstetrícia. No entanto, vale reforçar que a carência de 300 dias para o parto deve ser respeitada, salvo exceções que incluem risco à vida da gestante e do bebê.

Gostou desse artigo? Então curta nossa página no Facebook e acompanhe outras dicas exclusivas para cuidar da saúde de toda a família!

Clique aqui e solicite orçamento expresso. Entraremos em contato em 10 minutos.