Ligue Agora! (11) 3995-3736

Síndrome de burnout: conheça os sintomas e saiba como evitar

A síndrome de burnout é uma condição clínica que afeta pessoas que estão em plena atividade profissional. Diante das adversidades laborais e das pressões por resultados, os indivíduos se fragilizam muito e ficam adoentados.

Por isso, é essencial saber reconhecer os sintomas dessa doença, evitar situações estressantes e procurar ajuda para não impactar significativamente sua vida pessoal e profissional.

Se você quiser conhecer mais sobre a síndrome de burnout, fique por aqui que esclarecermos suas dúvidas!

 

Afinal, o que é síndrome de burnout?

O termo burnout pode ser definido como “algo que parou de funcionar devido à sobrecarga de energia” e se caracteriza como um conjunto de sintomas que são desenvolvidos devido às condições ambientais de trabalho.

Essa síndrome foi estudada anteriormente em profissionais que relatavam emoções negativas ao ter de lidar com a clientela externa. Destacaram-se nesse primeiro momento os trabalhadores das áreas da saúde, do serviço social e da educação.

Como o passar dos anos, foram identificados sintomas semelhantes em funcionários de grandes corporações dos quais se exigia que atingissem metas ou que estavam em um ambiente bastante competitivo.

 

Quais são os sintomas do burnout?

As principais manifestações clínicas são a exaustão emocional e o distanciamento afetivo. A primeira é caracterizada, entre outros sintomas, como:

  • irritabilidade excessiva;
  • falta de paciência;
  • ansiedade para execução de pequenas tarefas;
  • piora na qualidade do sono;
  • dificuldade de lidar com colegas de trabalho.

As consequências também se refletem na distância de outros colegas, evitando presença em ambientes sociais da empresa, discussão de amenidades ou outros eventos de caráter social e interativo.

Com o passar do tempo, o isolamento se torna crônico e surgem sintomas de depressão, distúrbios de ansiedade ou exacerbação de outras doenças psiquiátricas e clínicas que estavam em controle terapêutico.

 

Como é feito o diagnóstico da doença?

O diagnóstico é feito mediante relato dos sintomas clínicos e psicológicos, avaliação de toda a história patológica do paciente e mudanças comportamentais que foram percebidas ao longo da sua vida profissional.

É importante diferenciar a síndrome de burnout de eventos estressantes que ocorrem no ambiente de trabalho. Exemplos disso são os profissionais que estão ansiosos para apresentar um projeto ou que estão trabalhando intensamente para um propósito com data confirmada para acontecer.

Caso os sintomas psicológicos permaneçam após esses acontecimentos profissionais e mantenham o indivíduo isolado socialmente dos demais colegas, será preciso procurar ajuda médica para resolver esse conflito.

 

Quais são as opções terapêuticas?

O médico analisará a situação clínica do trabalhador para decidir qual é a melhor opção terapêutica, que inclui o uso de antidepressivos e ansiolíticos ou estratégias não medicamentosas. As alternativas não farmacológicas incluem reorganização das atividades laborais, incluindo nesse contexto a alteração da jornada de trabalho (quando possível), mudanças de função ou remanejamento de setor.

Também é recomendado incluir atividades físicas semanas, aplicar técnicas de relaxamento, aumentar o convívio com amigos e manter um acompanhamento psicológico regular conforme a necessidade.

Ressalta-se que o tratamento deve ser monitorado periodicamente pelo médico para analisar a efetividade das ferramentas terapêuticas instituídas a fim de obter o melhor resultado para o indivíduo.

A síndrome de burnout é uma condição clínica que afeta profissionais de diversos segmentos causando sintomas psicológicos e isolamento social significativo. Nesse sentido, é essencial identificar precocemente o problema, instituir medidas terapêuticas eficazes e acompanhar frequentemente o indivíduo para evitar exacerbação clínica e perda de produtividade laboral.

E você, gostou deste texto? Então, compartilhe essa informação nas redes sociais e ajude a disseminá-la!