Ligue Agora! (11) 4902-9052

Você sabe o que é trombose?

A trombose é uma condição causada pela formação de coágulos sanguíneos em veias e artérias — geralmente, dos membros inferiores do corpo. Esses trombos bloqueiam o fluxo de sangue e podem provocar dores e inchaço na região onde estão localizados.

O grande problema é que esses coágulos podem se desprender e “passear” pelo corpo, através da corrente sanguínea, e se alojar em locais vitais — como os pulmões, o cérebro e o coração. Isso desencadeia um processo chamado de embolia, que pode ser fatal.

A seguir, vamos explicar as causas e os sintomas da trombose para que você possa identificá-la ao menor sinal, além de mostrar como é feito o tratamento. Confira:

 

As causas da trombose

Não há uma causa determinante para o surgimento da trombose, mas existem alguns fatores de risco para sua ocorrência:

  • hereditariedade;
  • obesidade;
  • idade avançada — acima de 60 anos;
  • terapia de reposição hormonal;
  • varizes;
  • colesterol alto;
  • uso de anticoncepcionais;
  • gravidez ou parto;
  • cirurgias ou lesões nas pernas;
  • uso de medicamentos que facilitam a coagulação;
  • hospitalização prolongada;
  • tabagismo;
  • consumo de álcool;
  • período muitos longos de imobilidade deitado, sentado ou em pé — “síndrome da classe econômica”.

 

Os sintomas da trombose

Em metade dos casos, a trombose é assintomática, ou seja, silenciosa. Não apresenta qualquer sintoma.

No restante, ela pode provocar dores, inchaços locais, sensação de queimação nas pernas e/ou enrijecimento e mudanças de coloração na pele — que pode ficar arroxeada ou avermelhada.

Nos casos mais graves, de embolia pulmonar, o trombo pode entupir completamente o vaso sanguíneo e provocar falta de ar, o que pode resultar na morte do indivíduo.

 

A hora de procurar um médico

Caso note algum desses sintomas nos membros inferiores, procure seu médico imediatamente para realizar um diagnóstico completo e iniciar o tratamento mais adequado ao seu quadro.

No entanto, nem sempre um exame físico ou de sangue bastará para detectar o problema e sua extensão. Uma ultrassonografia para identificar onde está localizado o coágulo e seu tamanho pode ser necessária para o diagnóstico.

Em casos graves — como os de embolia pulmonar ou cerebral —, tomografias e ressonâncias magnéticas são as soluções mais precisas para identificar o trombo.

 

O tratamento da trombose

Não se assuste: trombose tem cura e existem muitos medicamentos anticoagulantes — como a aspirina, a heparina e a varfarina — que podem ser prescritos pelo seu médico para dissolver esses trombos e reduzir a viscosidade do sangue.

Eles auxiliam a diminuir os riscos do surgimento do problema ou evitar que os coágulos existentes se soltem e entrem na corrente sanguínea. Meias de compressão elástica e massageadores pneumáticos intervalados também podem ajudar a diminuir os sintomas da trombose.

 

A prevenção deste problema

Com acompanhamento e seguindo o tratamento, algumas mudanças de hábitos — como praticar exercícios, movimentar as pernas, perder peso, parar de fumar e beber e usar meias de compressão elásticas — possibilitam conviver tranquilamente com esse distúrbio, sem maiores riscos.

Agora que você já conhece tudo sobre trombose, curta nossa página do Facebook para receber outras informações como essa e manter sua saúde e sua qualidade de vida sempre em dia.